Problemas comuns de pele de gato siamês e como evitá-los – Purrtalk.com – Informações úteis sobre gatos

Problemas comuns de pele de gato siamês e como evitá-los – Purrtalk.com – Informações úteis sobre gatos

Sabia que os gatos siameses normalmente passam 50 por cento do seu tempo a cuidar de si próprios quando estão acordados? Claro, todos nós sabemos que os gatos dormem muito. É quase o passatempo favorito deles. Eles não podem viver sem as suas sestas. No entanto, o asseio também é extremamente importante para eles. É assim que eles mantêm o pêlo sem cheiro e limpo. Além disso, na caça, se a pelagem não tem cheiro, é quase como se eles fossem invisíveis aos seus inimigos.

No entanto, existem alguns problemas comuns de pele de gatos siameses que você pode testemunhar de vez em quando. Você pode descobrir que seu gato tem a pele com sarna ou que seu pêlo está em alta ou sem o brilho habitual – neste caso, você deve determinar o problema subjacente. Se você não puder, leve-o ao veterinário. A doença de pele é um indicador de que algo está errado. Pode até apontar para um problema médico.

Skin Disease

Se você achar que o pêlo do seu gato está parecendo estrelado e sem brilho, é sinal de que ele não está se cuidando corretamente. Se o pêlo do gato está acasalado, pode ser um sinal de que ele não está se sentindo bem hoje e não tem vontade de se lavar.

Alguns fatores que podem interferir na sua higiene e levar a pele oleosa, seca ou escamosa incluem:

  • Obesity: O gato tornou-se gordo e desenvolveu demasiada circunferência, o que está a reduzir o seu acesso à volta do corpo.
  • Dentes Ache: Quando um gato está com problemas de higiene oral, ele vai achar muito doloroso.
  • Doença: Se o gato não se sentir bem ou tiver náuseas, não vai querer lavar-se.
  • Artrite: Dores e rigidez muscular podem tornar a movimentação de um gato uma tarefa difícil.
  • Ansiedade: Se um gato estiver estressado ou assustado, pode ter excesso de espaço. Este é um mecanismo que ele usa para se confortar. Isso pode levar à perda de pelo e feridas na pele, fazendo com que a pele do gato pareça irregular.

A melhor maneira de prevenir esses problemas é lidar com a causa subjacente. Desta forma, seu gato começará a se cuidar sozinho novamente.

Common Siamese Cat Skin Problems and How to Prevent Them

Se a pele do seu gato não parecer lustrosa e lustrosa, há um problema. Aqui estão algumas doenças de pele comuns que o seu gato pode estar enfrentando:

  • Escamas
  • Caspa
  • Feridas
  • Úlceras
  • Escaras
  • Furacões
  • Vermelhidão
  • Coceira
  • Perda de pêlo
  • Oleosidade

Todos os acima mencionados são problemas comuns de pele de gatos siameses. Ficar de olho nos sintomas é muito importante para evitar mais complicações. Os sinais nem sempre confirmam a doença; portanto, levar o seu gato ao veterinário e descobrir o problema exato é uma obrigação.

O veterinário começará a examinar o seu gato para as seguintes condições e doenças:

1. Parasitic Skin Disease

O veterinário começará sempre o exame verificando a presença de parasitas na pele do seu gato. Estes pequenos seres vivos resultam em muita comichão, fazendo com que o gato se sinta desconfortável. Eles são encontrados na superfície das células da pele, sugando o sangue do gato. Com o tempo, isto leva a feridas e crostas.

Um dos exemplos mais comuns de doenças parasitárias é a dermatite alérgica às pulgas. Você saberá se seu gato está sofrendo disso se você notar sujeira de pulga junto com o aparecimento de pequenas crostas na pele. Esta doença pode parecer confusa. Entretanto, para quebrá-la, por causa da saliva das pulgas, o sistema imunológico do gato fica confuso e resulta no aparecimento de muitas pequenas crostas por toda a pele. Uma única mordida de pulga levanta um exército de pequenas crostas na pele do gato.

Alguns dos parasitas externos mais comuns são:

– Piolhos

– Pulgas

– Cheyletiella (ácaros da caspa)

– Demodex

– Colher ácaros

Se o seu gato tem parasitas de pele, precisa de se livrar deles o mais rápido possível. Caso contrário, eles podem começar a afetar seriamente a saúde do seu gato. Além disso, essas pulgas também podem se fixar em outros animais de estimação de sua casa. Uma vez que elas tenham desaparecido, você mesmo notará a mudança na pele e comportamento do seu gato

2. Doença de Pele Alérgica

Geralmente, os gatos não são diferentes dos seres humanos. Eles também são alérgicos a certas coisas e não suportam estar no mesmo espaço que eles. Eles podem ser alérgicos a um certo tipo de cheiro, pó ou mesmo a algum tipo de alimento.

Como mencionado anteriormente, os parasitas da pele também podem desencadear reações alérgicas. Portanto, verifique sempre se o seu gato tem parasitas se ele está enfrentando uma reação alérgica. Isto é importante antes de examinar mais o gato para evitar um diagnóstico errado.

Se o seu gato tem uma alergia alimentar, você notará que a sua pele está ficando dolorida. Para resolver isso, você terá que mudar seu alimento, e a dor desaparecerá por si mesma.

Em alguns casos, a alergia não é reconhecida. Isto é um problema por si só. No entanto, nestes casos, o gato geralmente recebe medicamentos que ajudam a coceira, entorpecendo seu sistema imunológico. Esta pode ser uma solução temporária.

3. Infecções da pele

Com os animais, é uma tarefa difícil mantê-los em segurança e garantir que não sejam causados danos à sua pele. No entanto, qualquer dano causado à pele deixará entrar bactérias e levará a uma infecção.

Quando você vê algo parecendo uma ferida inflamada que pode liberar uma descarga amarela, é definitivamente uma infecção bacteriana. Você terá que levar o seu gato imediatamente ao veterinário e fazer com que seja tratado. Se lhe der um bom banho de água salgada, pode sentir-se calmante durante algum tempo, mas um tratamento medicamentoso adequado é essencial.

A má notícia é que as infecções cutâneas não se limitam apenas a bactérias. Existem muitas outras infecções cutâneas como as minhocas. Elas se espalham muito rápido e podem ser detectadas através das manchas calvas na pele do gato, que se expandem com o tempo e se tornam mais e mais dolorosas. Você também tem que ter cuidado ao verificar se seu gato está infectado por fungos, pois eles podem se espalhar e infectar você também. O tratamento para a infecção fúngica é geralmente algum medicamento antifúngico e champô para o gato

4. Câncer de pele em gatos

O câncer de pele é uma coisa alarmante por si só. Em gatos, é visto muito raramente, mas quando é visto, pode ser extremamente resistente.

Um dos cancros de pele mais comuns é o carcinoma espinocelular. Este câncer tem um impacto na cor da pele do gato, e há uma falta de pigmento visto nas orelhas, lábios e nariz dos gatos. Você vai notar alguns gatos brancos que têm gengivas e pálpebras cor-de-rosa – esta é uma deficiência de melanina. É um pigmento protetor, e devido à sua falta, é provável que ocorra câncer de pele.

Os gatos brancos devem ser cuidados extras. Evite a exposição desnecessária ao sol, caso contrário a pele ficará danificada, resultando em câncer de pele. Se você tem um gato siamês, fique sempre de olho em qualquer vermelhidão na sua pele. Nós também encontramos protetores solares seguros para animais de estimação – você pode usar isso se seu gato adora passar tempo ao ar livre ao sol.

Os veterinários sugerem cirurgias para câncer em estágio inicial, o que elimina os sinais de propagação e desenvolvimento do câncer em uma forma agressiva.

Tratando a Acne de Gatos

Assim como os humanos têm acne, os gatos também podem sofrer com ela. Ela geralmente aparece ao redor da boca ou do queixo, mas pode ser encontrada em qualquer parte do corpo do gato. Eles podem parecer semelhantes à versão humana de cravos e cabeças brancas.

Em casos graves, seu gato pode começar a perder pêlos, e sua pele pode ficar vermelha. Pode até haver algumas crostas hemorrágicas ou nódulos que se desenvolvem com o tempo. Se o gato lamber ou arranhar sua acne, levará a uma infecção bacteriana que pode se espalhar muito rapidamente.

Aqui estão algumas dicas para lidar com a acne do gato:

1. Warm Compress

Uma compressa quente ou uma toalha lavada em água quente pode ajudar a reduzir o inchaço na zona da acne. Isso também pode ajudar a aliviar qualquer dor ou coceira que o gato esteja enfrentando.

É importante acalmar a ferida do gato; caso contrário, ele continuará a tocá-lo com suas unhas. Se a borbulha está com comichão, o gato vai arranhá-la sem pensar em desenvolver uma potencial infecção na pele. É importante que, como seu dono, você mantenha um olho nele

2. Champôs ou Wipes medicados

Encontrará muitos toalhetes e champôs de venda livre disponíveis na sua clínica veterinária local. Estes são uma alternativa aos medicamentos antibacterianos que normalmente são tomados oralmente para a acne de gato.

O seu veterinário pode também pedir-lhe que utilize um champô medicado durante um determinado período de tempo para que a fuga possa desaparecer.

3. Medicamentos Antibacterianos

Se a infecção da pele for grave, o veterinário irá tratá-la com uma pomada anti-séptica que é segura para uso na pele do gato. Além disso, eles também podem cortar alguns pêlos ao redor do queixo do gato para evitar irritação.

Não se preocupe – estes são problemas de pele siameses comuns com os quais todos lidam de vez em quando. No entanto, desde que você saiba como tratá-los e preveni-los, você está pronto para ir!